Medicamentos em análise no rol da ANS também estão fora do SUS

Dos 4 medicamentos em avaliação pela ANS, apenas 1 está disponível na rede pública; pacientes sofrem sem medicamentos.

Cognys

  • 11/07/2022
  • 0
  • 0
  • 0
Favoritar
Conheça a situação, na rede pública e privada, de 4 medicamentos fundamentais. (Fonte: iStock)

Doenças como asma grave, câncer de pulmão, esclerose múltipla e câncer de mama estão sem tratamentos ou medicamentos garantidos, tanto na rede particular, quanto na pública. Isso porque vários medicamentos relacionados ao tratamento dessas doenças ainda estão em fase final de análise pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que vai decidir se eles entram ou não no rol de cobertura dos planos de saúde.

Na rede pública, os pacientes também não encontram três desses quatro medicamentos no Sistema Único de Saúde (SUS). Em nota à CNN Brasil, o Ministério da Saúde afirmou que apenas o ofatumumabe, para tratamento das sequelas em pacientes graves da esclerose múltipla, está disponível na rede pública.

Além deste, o dupilumabe, para tratamento de asma grave tipo 2, e o lorlatinibe, para pacientes com câncer de pulmão, também se encontram indisponíveis no SUS. Da lista de 4 medicamentos, apenas o abemaciclibe, para o tratamento do câncer de mama, já foi incorporado ao SUS - o que aconteceu no final de 2021. Na rede privada, ele segue em análise final da Diretoria da ANS.

Link da notícia completa, clique aqui.

fonte: CNN Brasil