Estudo aponta que reforço da AstraZeneca protege contra a Ômicron

A eficácia da dose de reforço da AstraZeneca foi observada independentemente da vacina tomada anteriormente.

Cognys

  • 13/01/2022
  • 0
  • 0
  • 0
Favoritar
Segundo a farmacêutica, as evidências “aumentam o crescente corpo de evidências que apoiam a AstraZeneca como um reforço da terceira dose, independentemente dos esquemas primários de vacinação testados”. (Fonte: iStock)

A farmacêutica AstraZeneca divulgou, nesta quinta-feira (13), dados preliminares de uma pesquisa que mostra que uma dose de reforço da sua vacina gerou um aumento significativo de anticorpos contra a nova variante Ômicron e outras variantes.

Segundo os especialistas responsáveis pelo estudo, o resultado foi observado através de uma análise do sangue de indivíduos que foram previamente vacinados com o imunizante do laboratório sueco ou com uma vacina mRNA e receberam o reforço com a vacina feira em parceria com a Universidade de Oxford, em Londres.

Essa foi a primeira vez que a farmacêutica falou sobre o potencial de proteção de sua vacina ao ser usada como reforço após um ciclo de duas doses de uma vacina, seja as baseadas em mRNA ou da própria AstraZeneca. Segundo a farmacêutica, as evidências “aumentam o crescente corpo de evidências que apoiam a AstraZeneca como um reforço da terceira dose, independentemente dos esquemas primários de vacinação testados”.

 Link da notícia completa, clique aqui.

COGNYS
MEDICINA
pesquisa
covid19
astrazeneca
dose de reforço
fonte: R7