Entenda como a Inteligência Artificial está revolucionando a cardiologia

Especialista norte-americano explicou como a tecnologia está altamente conectada com o futuro da medicina.

Cognys

  • 25/06/2021
  • 0
  • 0
  • 0
Favoritar
O estudioso apresentou uma nova perspectiva sobre os avanços tecnológicos na cardiologia. (Fonte: iStock)

De acordo com o Dr. Eric Topol, um dos 10 pesquisadores mais mencionados da atualidade na área médica, no momento um dos focos principais da tecnologia na medicina têm sido a apropriação de recursos digitais, como a Inteligência Artificial e o estudo genômico, para personalização. Na abertura do 41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp), realizado online, entre 10 e 12 de junho, o estudioso apresentou aos cardiologistas brasileiros uma nova perspectiva com relação às mudanças que esses avanços tecnológicos estão promovendo na cardiologia.

Para o Dr. Topol, ‘’as redes neurais são a base de uma revolução que está acontecendo na medicina”, disse o pesquisador’’. Ou seja, uma tecnologia que faz uso de algoritmos para processar dados, como compreender a fala humana e reconhecer objetivos visualmente.  Nesse sentido, as informações perpassam diversas camadas de algoritmos altamente sensíveis e treinados, com informações de milhares de bases de dados, contendo um tipo de instrução. 

O acesso a dispositivos portáteis incorporados à tecnologias que permitem o monitoramento tecnológico, como o relógio Apple Watch, é mais um dos exemplos de como essas tecnologias podem ser úteis e necessárias, podendo salvar uma vida alertando um indivíduo sobre uma possível iminência cardíaca. Segundo ele, ‘’a IA não irá substituir os médicos, mas os profissionais que ignorarem os novos recursos para auxiliá-los cotidianamente na análise de exames ecocardiográficos, por exemplo, perderão espaço e serão substituídos por aqueles que incorporaram as inovações e os benefícios delas’’, conclui.

Link da notícia completa, clique aqui.

MEDICINA
cardiologia
ia
fonte: Revista Veja