Células de defesa contra a gripe podem proteger contra a COVID-19

Essas informações podem auxiliar no desenvolvimento de uma vacina capaz de proteger contra as duas enfermidades.

Cognys

  • 12/01/2022
  • 0
  • 0
  • 0
Favoritar
A pesquisa contou com a avaliação de 53 pessoas que viviam com alguém infectado pelo coronavírus. (Fonte: iStock)

Conforme aponta um estudo desenvolvido por pesquisadores britânicos e publicado em periódico científico, a gripe pode ajudar a proteger o organismo contra a COVID-19. O estudo observou altos níveis de células T associadas a gripes em pacientes que tiveram contato direto com infectados pelo SARS-CoV-2 e não foram contaminados.

A pesquisa contou com a avaliação de 53 pessoas que viviam com alguém infectado pelo coronavírus. Os participantes realizaram o teste de PCR e análises sanguíneas recorrentes durante 6 dias após a exposição ao vírus, o que possibilitou aos estudiosos acompanhar os níveis de células T. As análises apontaram níveis consideravelmente mais altos das células de defesa contra resfriados em 26 pessoas que não foram infectadas pela COVID-19, em comparação com os 26 indivíduos que contraíram a doença.

Segundo Werciley Junior, médico infectologista e coordenador de Infectologia do Hospital Santa Lúcia, em Brasília, os resultados obtidos pelos britânicos podem contribuir para o desenvolvimento de imunizantes mais completos. "É uma possibilidade, apesar de não ser algo para agora, já que as células de defesa T são bastante complexas. Estamos ainda começando a entendê-la, e é difícil trabalhar com essas moléculas em laboratório", aponta.

Link da notícia completa, clique aqui.

COGNYS
MEDICINA
pesquisa
covid19
imunização
resfriado
fonte: Correio Brazliense