Canabidiol diminui tumor no cérebro altamente agressivo, sugere estudo

Caso a eficácia seja comprovada, a ideia dos especialistas é usar a substância em conjunto com as abordagens disponíveis.

Cognys

  • 30/12/2021
  • 0
  • 0
  • 3
Favoritar
A pesquisa foi feita utilizando células de glioblastoma alteradas de humanos. (Fonte: iStock)

Conforme aponta um estudo desenvolvido por pesquisadores da Augusta University, nos Estados Unidos, o canabidiol (CBD), um dos princípios ativos da maconha, diminuiu o tamanho do glioblastoma - um tumor cerebral agressivo e letal - em ratos. Além disso, os especialistas identificaram que depois de inalarem a substância, as cobaias apresentaram uma redução significativa de substâncias fundamentais para o crescimento da doença. 

A pesquisa foi feita utilizando células de glioblastoma alteradas de humanos, por meio das quais os cientistas desenvolveram um glioblastoma ortotópico, modelo próximo do real para o tumor. Com isso, no oitavo dia, o câncer se estabeleceu de forma agressiva no cérebro dos camundongos; o tratamento foi iniciado no dia seguinte, com doses diárias de CBD inalado. Além disso, algumas cobaias receberam um placebo. O experimento durou sete dias. 

Diante disso, uma das ideias dos especialistas, caso o efeito da droga permaneça em outras análises laboratoriais, é usar o CBD em conjunto com as abordagens disponíveis, como a cirurgia. "Estamos animados com a redução do tumor e acreditamos que o canabidiol poderá ser explorado como uma ferramenta auxiliar durante o tratamento", salienta Babak Baban, imunologista da Augusta University, nos Estados Unidos, e um dos autores do estudo.

Link da notícia completa, clique aqui.

COGNYS
MEDICINA
cancer
pesquisa
cannabis
fonte: Correio Braziliense