Apenas 7% do DNA do Homo sapiens é exclusivamente da espécie, aponta estudo

Algoritmos e recombinação genética auxiliaram os pesquisadores a identificar as origens dos genes do homem moderno.

Cognys

  • 21/07/2021
  • 0
  • 0
  • 0
Favoritar
Ilustração do encontro entre Homo sapiens (ou homem moderno) e seu ancestral imediato (Fonte: iStock).

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, descobriram recentemente que o DNA do Homo sapiens é de 1,5 % a 7% exclusivamente da espécie. O estudo consistiu em analisar genomas de humanos modernos e de hominídeos (primatas e humanos ancestrais) para identificar quais deles não são resultado do encontro entre espécies.

Para isso, os cientistas desenvolveram o algoritmo denominado SARGE (sigla em inglês para "estimador gráfico de recombinação ancestral"). A tecnologia tornou viável a comparação entre genes de 279 humanos modernos com genomas antigos de um Denisovano e dois Neandertais, espécies que já se assemelhavam ao Homo sapiens, e das quais ainda possuímos genes.

Richard Green, coautor do estudo, afirmou que esse é o primeiro estudo com o objetivo de identificar quais partes do genoma do homem moderno são únicas. "A árvore genealógica evolucionária mostra que existem regiões do nosso genoma que nos tornam unicamente humanos. Agora, temos um catálogo desses genes, e é uma fração surpreendentemente pequena do genoma", afirma o pesquisador.

Link para a notícia completa, clique aqui.

COGNYS
MEDICINA
pesquisa
dna
homo sapiens
fonte: Superinteressante