Interoperabilidade: conheça o termo no contexto da saúde

Entenda como funciona a ferramenta para facilitar a comunicação e compartilhamento de dados entre sistemas na área da saúde.

  • 03/09/2021
  • 0
  • 0
  • 0
Favoritar
Interoperabilidade: conheça o termo no contexto da saúde. (Fonte: iStock)

Com a evolução da ciência e da tecnologia, atividades personalizadas e automatizadas, que garantam otimização de tempo e esforços, vêm ganhando cada vez mais espaço nos mais diversos setores. Na área da saúde como um todo, inclusive na medicina, não poderia ser diferente.

Para facilitar o trabalho durante a pandemia, o uso de tecnologias em hospitais e clínicas passou a ganhar destaque, tornando-se um importante aliado da atuação na medicina, aplicando diferentes ferramentas em seu processo. Com isso, a colaboração entre diferentes sistemas se tornou uma das principais prioridades entre as empresas na área da saúde.

Com os pacientes no centro de todos os processos, o aprimoramento de sua jornada passa a ser buscada com maior afinco, dando espaço para ferramentas como a interoperabilidade na área da saúde. A seguir, entenda o que o termo significa e de que forma sua adesão pode ser de grande auxílio para o dia-a-dia médico.

O que é a interoperabilidade em saúde?

O termo interoperabilidade tem como significado tornar possível que sistemas trabalhem de forma integrada, sem que haja necessidade de intervenção humana. Dessa forma, a ferramenta funciona como um facilitador da comunicação e troca de informações de saúde entre profissionais de diferentes setores de saúde, trazendo maior eficiência e otimização para processos anteriormente realizados.

Vantagens no uso da interoperabilidade

Visão geral e completa da saúde

A interoperabilidade traz uma visão integral da área da saúde, através da sua capacidade de utilizar um conjunto de dados de um paciente, reunidas em um único sistema, de forma ampla, permitindo que toda a rede pela qual o paciente passa esteja alinhada de forma mais eficiente e segura.

Isso torna possível que sejam previstos qualquer tipo de eventos adversos que possam vir a surgir, em menos tempo e com a maior quantidade de recursos disponíveis para a tomada de decisão. Isso proporciona intervenções mais precisas em cada caso e acompanhamento laboratorial de forma mais rápida.

Facilitação e agilidade nos processos

Quando não existe comunicação entre os sistemas de informações na área da saúde, o profissional despende de muito tempo de sua rotina diária com tarefas que poderiam ser facilmente otimizadas.

Através do uso da inoperabilidade, todos os dados e conteúdos acerca dos pacientes podem ser acessados num mesmo local, de uma única vez. Dessa forma, os profissionais podem direcionar seus tempos e esforços para melhorar a qualidade do atendimento prestado desde a sua entrada na instituição de saúde até sua saída.

Além disso, a busca de caminhos que simplifiquem o gerenciamento de dados, diminuindo a quantidade de sistemas a serem utilizados por médicos e profissionais da saúde para o cadastro de informações sobre o paciente, colabora com a interoperabilidade.

Cadastre-se gratuitamente no Cognys e tenha uma experiência personalizada com nossos conteúdos!
Já tem uma conta? Faça login.

Trocas entre os profissionais

Quando a interoperabilidade é utilizada, a comunicação entre os profissionais de saúde se torna mais clara e efetiva. Isso ocorre porque a ferramenta permite que um conjunto de dados e informações dos pacientes sejam padronizados em uma única plataforma.

Esse ponto se mostra de extrema importância principalmente quando avaliado dentro do contexto da pandemia do novo coronavírus. De acordo com uma pesquisa da Organização Mundial de Saúde (OMS), “anualmente 2,6 milhões de pessoas morrem nos 150 países de baixo ou médio rendimento devido a tratamentos médicos errados. No Brasil, em 2019 foram realizadas um total de 459.076 demandas judicializadas relacionadas à saúde.”

Para evitar a falha na comunicação ou a inexistência dela, que pode gerar inseguranças e descredibilizar a instituição de saúde para o paciente, principalmente por conta de orientações contraditórias dentre os funcionários, a interoperabilidade ajuda a reduzir erros que podem ser prevenidos. Além disso, sua adesão auxilia no tratamento do paciente com maior segurança, garantindo sua qualidade de vida e melhorando seu engajamento na instituição na qual foi recebido.

Diminuição do valor dos custos

Ao reunir todas as informações de pacientes em um só lugar, otimizando o processo, variáveis como o tempo que um paciente está internado e o nível de ocupação de leitos de um hospital tornam-se fatores importantes na redução de custos para a instituição de saúde.

Com os dados reunidos e a organização que esses sistemas proporcionam, são reduzidos custos advindos de retrabalho, realização de exames já realizados anteriormente. Assim, ganha-se no sistema de gestão e aumenta-se a qualidade do sistema de saúde como um todo.

Cognys
Cognys

O Cognys é uma solução digital completa, que entrega para o profissional da área de saúde os mais importantes recursos para ajudá-lo em sua rotina diária e aprimoramento constante.

COGNYS
MEDICINA
interoperabilidade